A volta da sandália gladiadora e mais 7 tendências que vão tomar conta dos calçados de verão 2016, segundo a Francal

A volta da sandália gladiadora e mais 7 tendências que vão tomar conta dos calçados de verão 2016, segundo a Francal

sandalia-gladiadora-moda_2016

No ciclo eterno de vai e volta da moda, o próximo verão traz em destaque uma tendência dos anos 2000: a sandália gladiadora. O modelo polêmico, do tipo ame ou odeie, vai aparecer nas lojas em versão longa, com tiras que chegam até os joelhos.

Mas a gladiadora é apenas uma das apostas da temporada no setor calçadista, que teve seu preview na feira especializada Francal, aberta em São Paulo entre 6 e 9 de julho de 2015. Entre estampas florais e muita cortiça, conheça as 8 apostas dos expositores.

1. SANDÁLIA GLADIADORA

Com salto, rasteira, com franjas… A gladiadora terá seu grande revival no verão.

2. COLOR BLOCKING

outros1

Marco da moda em 2011, o bloco de cores chega aos calçados em versões superalegres.

3. CORTIÇA

No clima dos anos 1970 que vai aparecer muito no verão, o material volta em saltos e sandálias anabelas.

4. FLATFORM

O modelo sempre ensaia sua grande vez na moda  e neste verão não será diferente, garantindo centímetros a mais com a base reta, bem confortável.

5. ELÁSTICO

calcados-do-verao-com-elastico

Para quem gosta de conforto, tiras de elástico substituem as de couro nas sandálias.

6. FLORAL

tendencia-floral-estampa-florida-sapatos-Primavera-Verão-2016

Alegria total, a estampa floral aparece principalmente em sapatilhas e sandálias plataforma.

7. JEANS

O material sai das peças de roupa e vai para os acessórios – dos modelos flat aos com salto, nada vai escapar do jeans.

8. PLATAFORMA

Salto enorme e muita meia pata vão fazer desta sandália altíssima da estação.

Beijos garotas !

 

 

Tendências capilares para 2016? Vem que tem!

Tendências capilares para 2016? Vem que tem!

Se depender dos top hairstylists Eron Araujo, do Blend Your Mind (SP) e Rodrigo Ferreira, do Studio W Higienópolis (SP), as variações dos cortes bob seguem, invictas, na liderança entre as preferidas para o próximo ano.

cortes-de-cabelo-2016-phalbm24515742_w660

Segundo Eron, o comprimento da vez será na altura do queixo. “Com base geométrica e pontas desfiadas, a textura do bob hair pede ondas despretensiosas ou cachos soltos. O importante é que o corte tenha movimento”, explica. Bastante democrático, funciona em todos os tipos de cabelo: lisos, crespos, ondulados… “No entanto, mulheres com o queixo protuberante devem analisar bem a proposta antes de passar a tesoura, já que ela pode acentuar ainda mais essa característica”, avisa o expert. Para manter o picumã nos trinques, arremate o visual com spray de sal e pó para conferir volume, movimento e textura do tipo “acordei assim”. Lembre-se também de aparar as pontas a cada dois meses.

Para Rodrigo,o Long Bob, cujo comprimento varia da altura do queixo aos ombros, já tem seu trono garantido para 2016. “Ele tornou-se atemporal”, sinaliza. Como todo o seu charme está concentrado na naturalidade dos fios, a dica do profissional para conseguir esse efeito é a finalização com babyliss, mas de um jeito diferente: “O segredo é usá-lo sem fechar a pinça do aparelho e não colocar as pontas do cabelo dentro dele”, ensina. Mantenha tudo no lugar com uma cera capilar, que ajuda a fixar o penteado. Assim como seu irmão bob, esse corte exige que você bata o cartão no salão bimestralmente.

E não acabou, não, veja aqui mais tendências de cortes de cabelo para 2016 para comprimentos…

Longos: eles continuam na linha dos seios, mas, dessa vez, vêm com fios mais alongados e sem camadas marcadas. “Para completar o visual do Longo desfiado, adote a franja na altura do queixo e textura levemente ondulada”, recomenda Eron. Mulheres baixinhas devem evitar para não terem sua silhueta achatada – mas essa é a única ressalva, já que o corte combina com todos os formatos de rosto e tipos de cabelo. Hidratação = requisito obrigatório.

Médios: “A aposta é o corte de base reta perfilado nas pontas +franja diagonal. O comprimento deve ser quatro dedos acima do busto e quatro dedos abaixo da clavícula”, decreta Rodrigo. De acordo com o hairstylist, só não é indicado para quem tem o pescoço curto ou rosto arredondado. Outra opção para investir é o Chanel clássico e desconectado na altura da nuca, que surge com as pontas e a franja mega desfiadas e tem perfume vintage. “O acabamento deve demonstrar um pouco de agressividade, com pontas que não se comunicam”, diz Eron. É a pedida certa para mulheres com o rosto fino e delicado, e pode ser usado com o cabelo bem liso, para destacar o corte. Mas as donas de fios cacheados também se beneficiam do chanel. “Para elas, indico uma versão cosmopolita, também assimétrica”, fala Rodrigo. A finalização acontece com o spray de brilho.

Curtos: um “joãozinho” com franjas irregulares, em camadas e que caem sobre a testa definem o new pixie, aposta de Eron para 2016. “Os curtinhos são ótimos para alongar a silhueta de mulheres baixas ou acima do peso e, de quebra, garantir um toque de poder e autenticidade a elas”, revela. Cabelos lisos levam vantagem nesse corte, ok? E não se esqueça do styling: use pomada ou cera para fazer o acabamento da franja, ponto alto da proposta. “A manutenção deve acontecer a cada 40 dias”, avisa Rodrigo.

Então é isso garotas espero que tenham gostado, beijoos !

 

 

Pele e cabelos à prova d’água

Pele e cabelos à prova d’água

Se exercitar na água é saudável e divertido, mas o sol, o cloro e até água podem ressecar a pele e os cabelos. Por isso, capriche nos cuidados antes e depois de mergulhar.

Antes de cair na água, proteja pele e cabelos

Os esportes aquáticos são uma ótima opção para quem quer entrar em forma de um jeito saudável, divertido, seguro e refrescante, principalmente no verão. Mas antes e depois de mergulhar é preciso proteger a pele e os cabelos.

Com o tempo, por conta da ação do sol, do cloro e mesmo da própria água, eles podem ficar ressecados e sem vida. Para prevenir o estrago, que depois leva o ano inteiro para consertar, o principal é caprichar na hidratação.

“Se a atividade for ao ar livre, deve-se usar também um protetor solar”, afirma a dermatologista Paula Penna.

Produtos alternativos também danificam pele e cabelos

O conselho vale para quem nada no clube ou na academia e também para quem prefere o mar. No fim das contas, tanto os produtos usados para tratar a água das piscinas, quanto o sol forte da praia acabam causando o mesmo dano. “Pior é a piscina descoberta, onde há exposição ao cloro e ao sol”, alerta a dermatologista.
1.A boa notícia é que dá pra manter a pele e os cabelos bonitos sem precisar desistir de se exercitar na água. Anote as dicas:
2.Lave os cabelos após sair da água, com xampu, condicionador e finalizador.
3.Hidrate os fios pelo menos uma vez por mês
4.Aplique protetor solar na pele, mesmo se for utilizar uma piscina descoberta. Neste caso, você pode optar por um FPS mais suave.
5.Hidrate a pele após a atividade aquática.
6.Seque bem os pés e as áreas do corpo com dobras. Nesses locais é comum o aparecimento de micoses.
7.Use roupas leves, de preferência de algodão, depois da aula. Elas evitam o aparecimento de coceiras

Técnicas mais modernas de tratamento da água, como a salinização e a ozonização, não dispensam os cuidados. Apesar de serem menos agressivos do que o cloro, os produtos usados nesses processos também ressecam a pele e os cabelos.
Um beijão 💋

Saiba como Lavar o Rosto Corretamente

Saiba como Lavar o Rosto Corretamente

Você sabia que lavar o rosto corretamente todos os dias evita o aparecimentos de certas imperfeições faciais? Aprenda a lavar de maneira correta.

Quase todos os dias somos expostos ao sol, calor, vento, poeira e poluição. Esses fatores implicam na aparição de impurezas, devido à perda de vitalidade de nossa pele. Por isso, é importante lavar corretamente o rosto, todos os dias.

As mulheres com pele oleosas devem ser ainda mais rigorosas quanto à prática de lavar o rosto, pois esse tipo de pele geralmente possui os poros dilatados e acne por conta da oleosidade.

Mas por que lavar o rosto?

Quando lavamos o rosto, ajudamos a desobstruir os poros, dissolver a sujeira e a maquiagem, e também a remover o excesso de oleosidade.

Outra vantagem é que essa prática retira as células mortas da face. Sua pele limpa todos os dias reduz o surgimento de cravos.
As dicas para lavar o rosto corretamente são básicas e devem ser feitas corretamente. Você verá o resultado em cerca de uma semana, sentindo sua pele melhor e muito mais jovem, lisa e revitalizada.

Lavando o Rosto Corretamente:

– Lave o rosto duas vezes ao dia, de manhã e à noite;
– Use sabonetes específicos para seu tipo de pele;
– A temperatura da água deve ser de fria a morna;
– Faça movimentos circulares para ajudar a circulação nos vasinhos do rosto;
– Enxágue bem, sem deixar resíduos de produtos;
– Use uma toalha limpa (para evitar que bactérias contaminem seu rosto) e macia (para não agredir a pele). Não esfregue a toalha no rosto, dê leves batidinhas.
Um beijão 💋

Aprenda escolher o modelo de salto correto para cada ocasião

Aprenda escolher o modelo de salto correto para cada ocasião

Um bom salto alto valoriza o look e deixa a silhueta mais bonita. Mas nao basta investir apenas em um bom salto, toda mulher deve saber escolher o modelo correto para cada ocasião. Veja algumas dicas:

Salto Vírgula

Este modelo é curvo, moderno e sensual. Deve ser usado somente em ocasiões de lazer. Combina com qualquer tipo de roupa.

Salto Agulha

Considerado o modelo mais sexy, é superfino. Não deve ser usado por quem tem pernas grossas e/ou é gordinha. Use-o com vestidos, saias e calças ajustadas ao corpo em ocasiões formais e de lazer.

Salto Anabela

Considerado informal, é o salto clássico ligado ao solado do sapato: baixo na planta do pé e alto no calcanhar. Deve ser usado com peças informais, como calças largas, e, preferencialmente, durante o dia.

Salto Carretel

É um modelo “acinturado”, discreto e bastante feminino. Também chamado de Luis XV, tem a base mais larga que o corpo. Combine-o com vestidos, saias e tailleurs com comprimento acima dos joelhos.

Salto Cone

É popularmente conhecido como forma de casca de sorvete. Ótimo para ser usado no trabalho e em ocasiões informais, com calças retas e soltas, vestidos, bermudas e shorts.

Salto Geométrico

Com formatos esculturais, geralmente, mistura diversos materiais em sua composição. O sapato parece não ter salto. Calce-os com roupas ultramodernas e curtas.

Salto Plataforma

Bastante confortável, é um salto integrado ao solado. É alto desde a planta do pé até o calcanhar. Combina com vestidos, calças e saias mais pesadas. Ideal para usar com roupas mais curtas, como shorts e saias.

Salto Robusto

Mais largo, ele deixa o look menos sério, mas elegante. Combina com saias, calças, bermudas e vestidos de todos os comprimentos. Pode ser usado em eventos informais ou pouco formais.
Um beijão 💋

Tipos de silhueta: como valorizar o seu corpo

Tipos de silhueta: como valorizar o seu corpo

Oval, ampulheta, retângulo, triângulo ou triângulo invertido: qual é o estilo do seu corpo? Descubra e veja as melhores peças para você.

Ressaltar o que mais gosta no corpo e minimizar o que menos favorece o visual é o ‘sonho de consumo’ entre a maioria das mulheres. Para as menos otimistas, sonho quase impossível. Mas acredite, essa é uma questão fácil de ser resolvida! Basta avaliar qual é o seu tipo físico e descobrir as roupas que caem bem e valorizam as suas curvas.

Fomos atrás de especialistas que deram preciosas dicas para ajudá-la nessa etapa. “A mulher precisa perceber quais são as suas proporções reais em relação à altura e largura, além da estrutura, estatura e formas”, explica Marcele Goes, consultora de imagem pessoal e diretora da Estilo Sob Medida. Feito isso, você descobrirá qual é o seu tipo de corpo: oval, ampulheta, retângulo, triângulo ou triângulo invertido. Depois, é só conferir as dicas de modelagens, cores, estampas, tecidos e comprimentos que caem melhor para você.

TIPO OVAL
Ombro e quadris da mesma largura e sem marcação de cintura.
O tronco forma um bloco mais largo na parte de cima
Para a consultora de imagem Marcele Goes, o tipo oval é o que requer mais cuidados na hora de escolher as melhores peças. “É importante escolher tecidos escuros, que sejam fluidos e maleáveis, já que não marcam nenhuma parte do corpo.” A consultora também alerta para o tamanho das roupas. “Não escolha peças largas ou justas demais, pois ao invés de esconder as formas, elas ficarão ainda mais volumosas do que realmente são.”

Segundo a consultora de estilo Chris Francini, o ideal é valorizar o colo e as canelas para desviar a atenção da parte da barriga. “Nada de cintos. Invista em peças retas, decotadas e com detalhes verticais que ajudam a alongar a silhueta. Abuse dos colares compridos e faça um mix de pulseiras. Nada de roupa apertada ou justa.”

TIPO AMPULHETA
Formas bem preenchidas e arredondas no busto e quadril, com cintura bem marcada.
Para o corpo ampulheta quase tudo cai bem. Ele é mais proporcional. Porém, é preciso tomar um pouco mais de atenção com roupas bem justas, curtas ou com transparência exagerada”, sugere a consultora de moda Paula Martins. Evidenciar a região do busto também é uma boa dica, já que harmoniza a silhueta da mulher com corpo tipo ampulheta.

“A mulher com esse tipo de biótipo pode usar detalhes e estampas com tecidos maleáveis e que cumpram o papel de desenhar as curvas”, avisa Marcele. Com isso, a cintura e o quadril não vão parecer maior do que realmente são. Roupas de modelagem reta na parte inferior são bem-vindas.

TIPO RETÂNGULO
Formas equilibradas, com desenho reto e pouca marcação de cintura
Pode usar as mais variadas formas de roupas, desde que sejam acinturadas por meio de cores mais escuras (principalmente na região do quadril). Aposte nos cintos ou numa peça com modelagem bem ajustada. “Para parecer ter mais curvas, as saias do tipo tulipa ou lápis, sutiãs ou blusas com estrutura de bojo são ideais”, ensina Marcele. Além disso, os ombros marcados também ajudam a definir o tipo retângulo. Em relação aos acessórios, os colares são opcionais, mas os brincos (grandes ou não) são fundamentais para arrematar o look.

TIPO TRIÂNGULO
Quadril mais largo do que a parte de cima (os ombros são bem estreitos)
A cintura é marcada e o busto pequeno

É importante evidenciar os ombros e o colo com peças que tenham decotes mais largos e modernos. É a área do corpo que mais precisa ser valorizada e enfeitada. “As blusas estampadas e recortadas também são boas opções para valorizar o tipo triângulo”, diz a consultora de moda do Estilo Sob Medida. Dica: esqueça qualquer peça frente-única! Os ombros ficarão ainda mais apagados.

Para a parte inferior, o ideal é investir nas peças retas e produzidas com tecidos fluidos, maleáveis e, de preferência, com cartela de cores nos tons médios a escuros. Caso não goste de usar saias, uma calça reta, lisa e sem bolsos ajuda a valorizar a região. Invista nos acessórios bem enfeitados, maxi colares, golas, echarpes…

TIPO TRIÂNGULO INVERTIDO
Ombros mais largos que os quadris

“Roupas com parte de cima mais levinha e com detalhes que se direcionam ao pescoço camuflam os ombros largos”, explica Marcele. Na parte inferior, a sugestão é garimpar as peças mais estruturadas, com estampas e volumes, focando o olhar para essa região.

“Para o tipo triângulo invertido, o importante é deixar a região do ombro mais leve e tentar criar curvas na região do quadril onde não existe”, ensina Paula. Vestidos frente-única e calças largas são ótimas opções. Dica: esqueça as calças skinny e os paletós com ombros marcados. Decotes são super bem-vindos.
Um beijão 💋